Como ter uma alimentação saudável sem gastar muito dinheiro?

alimentação saudável

Como ter uma alimentação saudável sem gastar muito dinheiro

Ter uma alimentação saudável pode parecer desafiante. Algumas pessoas acham que as receitas saudáveis são mais complexas de fazer, que é difícil saber escolher os alimentos certos e que estes são mais caros do que outras opções menos equilibradas.

Mas comer de maneira mais saudável não precisa de ser um golpe à sua carteira. Existem algumas formas de garantir que faz escolhas mais saudáveis sem gastar muito dinheiro. Venha conhecer connosco algumas dicas!

Planeie as suas refeições

O planeamento prévio das suas refeições é fundamental para não gastar tanto dinheiro. Faça um plano das refeições da sua semana e, em função disso, faça a lista de compras daquilo que precisa.

Veja no seu frigorifico e na despensa aquilo que já tem e compre apenas aquilo que sabe que vai usar (manter-se fiel à sua lista de compras vai ajudá-lo a não gastar dinheiro em produtos dispensáveis). Não compre mais produtos perecíveis do que aqueles que espera utilizar.

Não vá às compras com fome

Se estiver com fome enquanto vai às compras, é muito provável que acabe por comprar alguma coisa por impulso. E é possível que esse impulso não o leve para as opções mais saudáveis, mas sim para bolos, doces, bolachas ou outras comidas processadas. Não só vai gastar mais dinheiro como vai gastá-lo em alimentos pouco nutritivos.

Opte por uma confeção caseira

Ao preparar as suas próprias refeições, tem um maior controlo sobre os alimentos que usa e também sobre as quantidades que come. Desta forma, consegue garantir que as refeições ingeridas por si e pela sua família são equilibradas.

Quando existem sobras, tente reaproveitá-las para outras refeições e isso irá permitir-lhe rentabilizar ainda mais o valor que gastou.

Foque-se em escolhas mais saudáveis

Isto é válido quando vai às compras, mas também quando faz refeições fora (seja o pequeno-almoço, o almoço, o lanche ou o jantar).

Tente evitar alimentos menos nutritivos como bolachas, batatas fritas, salgados, refeições pré-confecionadas (pizzas, lasanhas, hambúrgueres) ou outros alimentos processados, ricos em sal, açúcar ou gorduras saturadas. Estes produtos são compostos por ingredientes pouco saudáveis que devem ser evitados.

Pelo contrário, deve privilegiar as frutas e os legumes, as leguminosas, os frutos secos e sementes, os alimentos integrais, sem açucares adicionados e ricos em proteína. No que toca às bebidas, opte pela água em detrimento dos refrigerantes.

Experimente outras fontes de proteína

Os alimentos ricos em proteína são uma importante fonte de energia para o nosso corpo e para muitas funções do nosso cérebro. Muitas vezes associamos a proteína apenas à carne e ao peixe, mas existem outros alimentos ricos em proteína que pode incluir na sua dieta.

Essa diversidade irá permitir-lhe ter uma alimentação mais equilibrada e também, em alguns casos, poupar dinheiro por não comprar tanta carne ou tanto peixe. Existem algumas proteínas de origem vegetal – soja, tofu, seitan, lentilhas – que são igualmente nutritivas, fáceis de preparar e, muitas vezes, mais acessíveis.

Compre produtos sazonais

Comprar alimentos sazonais não é apenas mais barato. Isso significa também que está a comprar alimentos mais frescos, mais saborosos e mais nutritivos. E isso é muito melhor para o seu regime alimentar do que consumir alimentos fora de época (que geralmente não são produzidos por produtores locais e, por isso, percorrem distâncias maiores até chegarem a sua casa).

Se tiver oportunidade, faça a sua própria produção

Mesmo que não viva numa moradia e não tenha um espaço considerável para ter uma horta, caso tenha espaço na sua varanda pode conseguir ter alguns vasos e fazer a sua própria produção de algumas frutas ou legumes (tomates, cebolas, alhos, ervas aromáticas, morangos e muito mais).

Comprar as sementes para plantar é bastante acessível. E a médio-longo prazo irá conseguir economizar algum dinheiro na compra desses alimentos que já cultiva em sua casa. Além de que consegue assegurar a qualidade daquilo que está a consumir.

 

Ter uma alimentação saudável e equilibrada é um elemento-chave para promover a sua saúde e bem-estar. E as opções mais saudáveis não são necessariamente mais caras. Ao considerar estas dicas irá conseguir ter um regime alimentar mais rico e nutritivo dentro do seu orçamento.

Já segue alguma destas ideias? Tem outras que costuma adotar? Conte-nos tudo!

 

Partilhe este artigo:

We connect,
you win